Os Mapas e as Guerras

Os Mapas e as Guerras

Desde 1914, quando ocorreu a primeira guerra mundial, mais de 100 milhões de pessoas perderam a vida em guerras. Mesmo estes números e suas implicações podem ser espacializados. Conheça agora um site onde são disponibilizados mapas históricos úteis para acompanhar as mudanças sociais e geográficas associadas a cada guerra ao longo da história.

MAPAS DE GUERRA

O site Maps of War pode ser uma interessante ferramenta de pesquisa para quem deseja estudar sobre a dinâmica das guerras e suas consequências na sociedade.

Canecas sobre Temas GeográficosUm dos destaques do site é um vídeo interessante que mostra um breve resumo do que os autores chamam de “marcha da democracia”.

Mapas e as Guerras

São 4.000 anos resumidos em 1 (um) minuto e meio. Para assistir esse vídeo, clique na imagem acima. Nos links abaixo acesse a inteira coleção de mapas:

GEOPROCESSAMENTO E AS GUERRAS

“O Geoprocessamento e o termo Guerra possuem uma enorme afinidade”. Essa citação foi extraído de um interessante artigo, publicado por Lucas de Melo Melgaço nos anais do XIII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto. A mesma publicação ainda comenta:

“O Sensoriamento Remoto, ou mais especificamente a Aerofotogrametria, também aparece com seus primeiros experimentos com câmeras a bordo de pipas, balões e até mesmo pombos já na Primeira Guerra Mundial, sendo que, na Segunda Guerra, esse instrumento já havia se aprimorado e se difundido ao ponto de ser alocado em aviões de guerra” MELGAÇO (2007)

Recomendo a leitura completa do artigo:

No artigo também é tratado como o Geoprocessamento pode ser uma interessante ferramenta no contexto da luta contra à violência.

GOOGLE EARTH E CIDADES DESTRUÍDAS NA GUERRA

Google Earth

Já publiquei em outro artigo sobre imagens do serviço do globo virtual do Google que comparam regiões da Europa em 1943 que mostram a devastação da Segunda Guerra Mundial.

Usando a ferramenta de imagens históricas, é possível fazer uma comparação do cenário de cidades como Lyon (França), Stuttgart (Alemanha) e Nápoles (Itália) depois de bombardeios com a situação atual. Veja mais detalhes em:

Indico que leia também as seguintes matérias:

Conto agora com os comentários de vocês sobre este tema de hoje. Pessoalmente, aguardo o tempo em que a seguinte profecia bíblica terá seu cumprimento:

“Não levantará espada nação contra nação, nem aprenderão mais a guerra”
– Isaías 2:4

Assine nosso FeedAssine nosso Feed e receba nossas atualizações por e-mail. Curta nossa página no Facebook [PortalClickGeo] e siga nosso Twitter [@ClickGeo] para continuar atualizado sobre o Mundo das Geotecnologias.

Sobre Anderson Medeiros 991 Artigos
Em 2017 foi reconhecido como o Profissional do Ano no Brasil no setor de Geotecnologias. Graduado em Geoprocessamento, trabalha com Geotecnologias desde 2005. Já ministrou dezenas de cursos de Geoprocessamento com Softwares Livres em diversas cidades, além de outros treinamentos na modalidade EaD. Desde 2008 publica conteúdo sobre Geoinformação e suas tecnologias como QGIS, PostGIS, gvSIG, i3Geo, entre outras.

4 Comentário

  1. Anderson,

    o trabalho desta empresa também está relacionado a geotecnologias e guerra!

    AMAZING: German Firm Uses Aerial Photos to Find WWII Bombs bit.ly/Hrjxhm #RemoteSensing #War

    Abraço!

1 Trackback / Pingback

  1. Os Mapas e as Guerras | Anderson Medeiros | paprofes | Scoop.it

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*