Delimitação das Áreas de Preservação Permanente – Buffer – ArGIS

ArcGIS - APPOs Sistemas de Informação Geográfica (SIG) possuem um vasto leque de aplicações na área ambiental. Neste contexto, um procedimento muito comum é a delimitação de Áreas de Preservação Permanente, muito conhecidas pela sigla APP. Neste tutorial iremos aprender como executar este processo utilizando o software ArcGIS 10.1. Inicialmente consideraremos a legislação vigente sobre este tema e em seguida, como aplicar a operação buffer para este objetivo.

Este tutorial é um Guest Post elaborado por José Ricardo Pitanga Negrão, natural de Salvador, Bahia. Ele possui graduação em Engenharia de Agrimensura pela Escola de Engenharia de Agrimensura (1999), já atuou como Coordenador de Geoprocessamento pela Secretaria da Segurança Pública do Estado da Bahia – SSP/BA e Atualmente é Professor Substituto de Geoprocessamento na Universidade Federal da Bahia – UFBA e Analista GIS em implantação de Parques Eólicos. Tem experiência na área de Geografia, SIG e Geoprocessamento, com ênfase em Cartografia Digital e Geotecnologias aplicadas; Homologação de serviços web com integração de Sistemas de Informações Geográficas e Ferramentas OLAP. Visite seu blog: http://negraoarcgis.blogspot.com.br/

DELIMITAR APP COM ARCGIS

Veja a extensão do Rio Cachoeira no ArcMap.

Rio Cachoeira

Observe que o rio tem larguras variadas, os buffers que vc vai realizar, devera buscar as informações das zonas de exclusão de acordo com as diferentes larguras em cada trecho selecionado.

Segundo a lei ambiental  12.651 de 2012, as zonas de amortecimento (BUFFERS), ou APP ao longo dos rios, devem seguir alguns criterios descritos abaixo:

CAPÍTULO II
DAS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE
Seção I
Da Delimitação das Áreas de Preservação Permanente

Art. 4º Considera-se Área de Preservação Permanente, em zonas rurais ou urbanas, para os efeitos desta Lei:

I – as faixas marginais de qualquer curso d’água natural, desde a borda da calha do leito regular, em largura mínima de:

a)    30 (trinta) metros, para os cursos d’água de menos de 10 (dez) metros de largura;
b)    50 (cinquenta) metros, para os cursos d’água que tenham de 10 (dez) a 50 (cinquenta) metros de largura;
c) 100 (cem) metros, para os cursos d’água que tenham de 50 (cinquenta) a 200 (duzentos) metros de largura;
d) 200 (duzentos) metros, para os cursos d’água que tenham de 200 (duzentos) a 600 (seiscentos) metros de largura;
e) 500 (quinhentos) metros, para os cursos d’água que tenham largura superior a 600 (seiscentos) metros;

II – as áreas no entorno dos lagos e lagoas naturais, em faixa com largura mínima de:
a) 100 (cem) metros, em zonas rurais, exceto para o corpo d’água com até 20 (vinte) hectares de superfície, cuja faixa marginal será de 50 (cinquenta) metros;
b) 30 (trinta) metros, em zonas urbanas;

III – as áreas no entorno dos reservatórios d’água artificiais, na faixa definida na licença ambiental do empreendimento, observado o disposto nos §§ 1º e 2º;

IV – as áreas no entorno das nascentes e dos olhos d’água perenes, qualquer que seja sua situação topográfica, no raio mínimo de 50 (cinquenta) metros; (Inciso com redação dada pela Medida Provisória nº 571, de 25/5/2012).

Vou pegar como exemplo e ponto de partida, o encontro do Rio Cachoeira com outros rios no municipio de Itapé. Usando a ferramenta de medição no ArcMap, faça trechos ao longo do rio, medindo a largura das margens do rio como a figura abaixo.

Measure

Medição no ArcGIS

ArcGIS - Medição

Veja que eu medi no inicio do trecho que escolhi, com 121m e no final com 118, ou seja,  o valor medio é mais de 100m, a lei diz que para a medida do Buffer:

c) 100 (cem) metros, para os cursos d’água que tenham de 50 (cinquenta) a 200 (duzentos) metros de largura.

Portanto, na tabela de atributos daquele trecho que eu selecionei, deverei colocar essa informacao de BUFFER  atribuida pela largura que a lei determina.

Esse procedimento, vc ira fazer para toda a extensao do rio, ou seja, a sua area de projeto. O importante é vc selecionar trechos ao longo do rio, atribuindo valores de acordo com a lei.ja que a largura é irregular. Claro que vc pode generalizar em alguns trechos para nao ficar muito carregado. Fica ao seu criterio.

Agora, como colocar a(s) informação(ões) de buffer  na shape? Simples, vamos lá. Veja o primeiro trecho que eu escolhi:

Trecho escolhido no ArcGIS

Para cortar as linhas no ArcMap, faremos: Na barra do Editor, start a edicao da shape de Rio. No exemplo a shape chama-se “Rio Cachoeira”.

Editor, start a edicao da shape de Rio

Rio_Cachoeira

Clique em Ok > Continue. Use a ferramenta de selecao da barra do Editor.

Ferramenta de selecao da barra do Editor

Selecione uma margem de cada vez, para inserir O ponto de corte da primeira seção.

Feição selecionada

Depois da linha da margem selecionada, na barra do Editor, clique no botão de corte chamado Split.

Split no ArcGIS

Clique sobre a linha nos pontos de corte da seção. Lembre-se, a linha sempre tera que estar selecionada. Não esqueça.

Clique sobre a linha nos pontos de corte da seção

Repita para a outra margem, ainda no 1º Trecho.

Outra Margem

Portanto no final vc terá dois eixos selecionados pertecentes ao 1º trecho escolhido. Use a ferramenta da setinha preta segurando o “Shift” para selecionar as 2 linhas ao mesmo tempo.

Use a ferramenta da setinha preta segurando o Shift para selecionar as 2 linhas ao mesmo tempo

Vamos atribuir o valor da medida do buffer como se refere a lei ambiental, ou seja, 100m a partir da borda da calha, para essa largura do trecho do rio. como mencionei  logo acima. Eu criei na tabela de atributos do Rio, um campo para armazenar os diferentes valores de raio que o ArcGIS usará para gerar o buffer, esse campo chama-se “BUFFER”.

Abra a tabela de atributos da shape “Rio Cachoeira” e digite o valor ditado pela lei. Clique com o botao direto na shapefile Rio Cachoeira > Open attributes table.

Open attributes table

Observer que os trechos selecionados do rio aparecem como registros selecionados na tabela. Prontos para receber o valor do buffer. Clique na célula, digite o valor 100 para o primeiro trecho.

016

Repita todos esses passos para todos os demais trechos que vc recortar e selecionar.

IMPORTANTE: Voce pode generalizar  alguns trechos para diminuir a quantidade de trechos e tornar o resultado mais uniforme.

Resultado APP no ArcGIS

É interessante que você utilize outros meios de certificação e validação das medidas das larguras do rio, como imagens, visita a campo, etc. Isso aumentará a qualidade do seu produto.

Fracionando em  trechos  o leito do Rio e colocando os valores dos Buffers na tabela.

Fracionando em  trechos  o leito do Rio e colocando os valores dos Buffers na tabela

No final dos cortes e da inclusão das distancias do BUFFER na tabela, clique na barra de Editor, salve a edição e aperte Stop.

Finalizar Edição

Este é o fim da primeira etapa.

GERAÇÃO DE BUFFER PARA DELIMITAR APP

Agora entraremos na geração do BUFFER (delimitação das APPs , ou faixas marginais). Depois que você seccionou todo o leito do Rio (ou apenas parte dele envolvida no seu projeto de maneira mais regular), e preencheu as informacoes dos valores das zonas marginais na tabela de atributos, deverá gerar o buffer separadamente. Primeiro um lado do Rio, depois o outro.

1 – Selecione todos os trechos da borda superior do Rio.

Selecione todos os trechos da borda superior do Rio

Observer que neste exemplo, os trechos estao selecionados e na tabela de atributos da shape “Rio Cachoeira” aparecem os 2 trechos com os valores de BUFFER diferentes, pois sao larguras diferentes.

2 – Na barra de Menu padrao, clique em Geoprocessing  > Buffer.

Geoprocessing  > Buffer

3 – Na caixa de Buffer, siga as configurações seguintes:

Na caixa de Buffer

  • Input Features – aponte para a shape chamada “Rio_Cachoeira”;
  • Output Feature Classes – aponte para a pasta onde ficara armazenada a nova shape a ser gerada com as areas de “exclusao” ou buffer, atribua um nome, neste caso foi chamada Buffer_Rcach_direito.shp;
  • Clique na opção – Field e no combo, aponte para o campo que armazena os diferentes valores de buffer, neste  caso, o nome do campo é BUFFER (é o mesmo campo BUFFER da tabela de atributos da shape que você apontou no Input [primeiro passo];
  • Side Type – escolha a opção “RIGHT”, isso indicará para o algoritmo que vc deseja gerar o buffer do lado direito da linha selecionada;
  • Dissolve Type – escolha a opção “ALL”, isso indicará para o algoritmo que ele devera dissolver todas as barreiras de cada buffer gerado separadamente para cada linha.

4 – Clique em Ok.

Buffer gerado!

Pronto! Buffer gerado! Você tem uma zona de Proteção ou Buffer de acordo com as especificações da Lei Ambiental – APP. No tutorial em PDF, disponível no fim desta postagem você encontrará o passo à passo da geração para borda inferior do rio.

A imagem a seguir ilustra o resultado final de todo este procedimento.

Resultado final

O autor deste tutorial espera que você o aproveite bastante. Qualquer duvida, ele está sempre a disposição para garantir o seu bom atendimento.

O que acharam deste material? Deixem seus comentários e façam o download da versão em PDF, disponível no link abaixo:

  • [download id=”52″]

Este tutorial é participante do Concurso Cultural de Tutoriais sobre Softwares de Geoprocessamento.

 Assine nosso FeedAssine nosso Feed e receba nossas atualizações por e-mail. Curta nossa página no Facebook [PortalClickGeo] e siga nosso Twitter [@ClickGeo] para continuar atualizado sobre o Mundo das Geotecnologias.

39 Comments on “Delimitação das Áreas de Preservação Permanente – Buffer – ArGIS”

  1. roberto baban disse:

    Bom dia, estou usando CAR…empresa tem uma fazenda florestal de 22.500ha e dentro do perimeroja inseri áreas consolidados de floresta, faixas de dominio, e nativas, mas minha dificuldade é rios. Tem 1755 linhas de rios dentro dessa fazenda, então abre 1755 janelinhas pra enserir larguras desses rios. Mas demora muito pra calcular nem que seja um rio de 10m. Ja fiz merge, dissolver para entrar como unico arquivo shp. Mas quando é inserido no car ele se fraguimenta. Teria alguma outro meio ou conhece maneira mais simples para agilizar essa tarefa?? Eu tecnico geoprocessamento. Fico agradecido pelo retorno.

  2. Ana Lucia Bispo disse:

    Olá Anderson ! muito bom o material! queria uma dica sua. Estou começando a manusear o arc gis agora, e aconteceu um probleminha no meu projeto. coloquei algumas coordenadas diretamente no go to X,Y e agora não consigo retirar os pontos no meu projeto. o que faço? você poderia me ajudar ?

    abraço.

  3. Hermínio Sabino disse:

    Boa noite Anderson,
    Quero primeiramente parabeniza-lo e agradece-lo pelo vasto material disponibilizado no seu site.
    Esse procedimento pode ser feito no QGIS 2.8? ou ainda não é possível fazer essa divisão por trecho ?
    desde já agradeço
    Abraço!

  4. José Eliseu Benante disse:

    Adorei dos vossos comentários, mas gosto mesmo de um dia poder receber vossos tutoriais

    1. Eliseu,
      Agradeço por sua observação. Para receber nossos tutoriais por e-mail basta se cadastrar usando seu e-mail. Para isso use a área de Newsletter na barra lateral do site. É gratuito!
      Abraço!

  5. Na verdade uma dúvida relativa ao tema. Como fazer o buffer nas nascentes, com raio de 50 m, em continuidade com o buffer do rio/riacho?

    Att.,

    Marcos

  6. Boa tarde, Anderson
    Estou querendo comprar uma terreno que mede 60 metros de comprimento e de largura variável nas extremidades. Nos fundos desse terreno tem um córrego que não chega a 1 (hum) metro de largura. Bem, numa extremidade do terreno, da borda do córrego até a rua tem 37 metros. Na outra extremidade tem 31 metros. Eu estava pensando em fazer uma construção bem estreita (nessa faixa de 37 metros). seria do tipo que fazem em Goiás, os chamados “barracões”, formados por quarto, sala, banheiro e cozinha. Tudo ao comprido, com uns 12 metros de comprimento e 4 metros de largura, e distante 2 metros da rua. Dessa forma sobraria 31 metros e assim, a companhia de energia da minha cidade poderia ligar a luz. Estou certo? Um abraço.

  7. Jocilene Dantas disse:

    Obrigada, encontrei como recortar uma linha através deste tutorial (simples, mas não achava) srsss. Em breve utilizarei o mesmo para delimitação de APP.

    😀

  8. Parabéns,
    Pelo processo de criação de buffer, seguindo a legislação. Porém, tem algum processo para automatizar….Caso, tenha muita drenagem, qual é a sua orientação para resolver?
    Desde já obrigado pela atenção e Parabéns.

  9. essa medição é feita de cada lado? tipo se a app do rio for de 100m,será 100 m de cada lado ou 50 de cada lado?

  10. muito bom mesmo seu tutorial, só estou com problemas com o download da versão 10.1 você pode me ajudar ? obg

    1. Olá Danilo, como vai?
      Agradeço pelo comentário.
      Você já entrou em contato com a empresa que lhe vendeu a licença? É uma versão para estudantes?
      Abraço!

  11. Parabéns por disponibilizar materiais de excelente qualidade, objetivos simplificados e de forma gratuita.

    Obrigado ao site.

  12. Wagner Cosme Morhy Terrazas disse:

    Anderson,

    Excelente material que é disponibilizado no site, parabenizo pela brilhante iniciativa.
    Trabalho na área de saúde e tenho procurado disseminar o uso das geotecnologias em nossa rotina de trabalho, despertando em nossa equipe técnica o interesse pelo geoprocessamento em saúde.
    Agradeço muito pelo teu empenho em socializar essas informações.
    Estarei divulgando o teu site entre nossos colegas de trabalho.

  13. Obrigado, Anderson!
    É sempre bom ter a disposição materiais tão bem elaborados e publicados.
    Poste algo ensinando a função raster aplicada em algum projeto.
    Boas festas e Feliz Ano Novo!

  14. Anderson,
    grato pelo tutorial,
    uma dúvida,
    considerando que o curso d´água tem 30 metros de largura da APP e,
    na nascente do mesmo deverá ter 50 metros de raio de APP,
    como faço para criar um buffer de 50 metros apenas no início de cada linha?

    1. Olá, eu faço da seguinte maneira: adiciono um ponto no começo da linha e utilizo um buffer de 50m nesse ponto, depois recorto a parte do poligono do buffer que sobrepõe o buffer do curso d’agua e uso a ferramenta “merge”para unir os dois poligonos.

  15. Prezado Anderson,

    Primeiramente, parabéns pelo tutorial. No entanto, gostaria de saber se vc tem ou conhece algum tutorial que faça o mesmo processo porém utilizando o Quantum GIS. Abraços

    Leonardo – Taubaté/SP

  16. Muito bom o site, o melhor que eu encontrei.
    Tentei fazer o download mas o link não está funcionando. Será q seria possível disponibilizarem outro?

    1. Frederico, como vai?
      Aqui para mim o link está funcionando. Poderia tentar novamente mais tarde ou usando outra conexão?
      Abraço!

  17. Danielle Cistine disse:

    Olá, gostaria de saber se tem algum tópico falando sobre tutorial para assoreamento de rios.

    Aliás, este site me ajuda e espero que continue me ajudando muito!

    Abraços!

  18. CRISTIANO SALDANHA disse:

    Parabens a voces e obrigado pelos tutoriais, estão me ajudando muito, eu estava completamente perdido, mas agora ja comecei a pegar o jeito, valeu mesmo!!!

  19. Chyko Oliveira disse:

    Anderson Medeiros e Ricardo Negrão, pessoal, parabéns pela iniciativa de nos brindarem com esse tutoriais “passo-a-passo” excelentes que nos facilitam entender melhor essa maravilhosa ferramenta GIS, sei que estão nos disponibilizando neste site muito mais pelo prazer de ensinar que propriamente pelo concurso, agora, pegando o Negrão pela palavra eu gostaria de solicitar uma ajuda,nãosei nem como explicar o que necessito em tutorial,mas explicoo que pretendo fazer como mesmo; sou geógrafo com especialização em georreferenciamento, só que na época do curso a universidade nãonos forncia o programa (ArcGis, ArcView) para utilizar-mos fora sala de aula, então não sepode aprofundar muito na prática profissional desses softwares, no entanto eu trabalho em um Órgão Fedreal onde o ponto forte é a construção de barragens e para isso trabalhamos com cadastro e desapropriação onde executo meus projetos com o AutoCad quando poderia estar fazendio com o GIS, pergunto: pode ser feito um tutorial dentro desse panorama? Cadastrando (Família, lotes…)e exibindo-os? abraço e obrigadop pela atenção em ler minha mensagem, fico no aguardo de uma resposta.

    1. Nobre Chyko Oliveira,
      Bom Dia!
      Muito obrigado pelas considerações.
      É possivel sim elaborar um tutorial com tudo que vc pretende.
      Voce precisa detalhar exatamente o que precisas, me manda um texto
      em docx para eu comecar a elaborar seu tutorial.
      As fichas de cadastramento para desapropriação podem ser elaboradas em diversas linguagens, Flex, Android, Access,etc… e as informações podem ser espacializadas através de rotinas.

      Manda para o Anderson também, pois vou disponibilizar o tutorial no blog dele.

      Grande abraço, estarei sempre a disposição.
      e mais uma vez, obrigado pela atenção dispensada.

      Negrão

  20. Michele Strada disse:

    Parabéns e muito obrigada, José Ricardo e Anderson Medeiros! Ótimo tutorial… materiais incríveis disponibilizados por aqui (acabei de encontrar a página e estou curtindo todos os tópicos).

    1. Michele, agradeço por seu comentário. Fico feliz por saber que estás gostando do conteúdo.
      Já está nos acompanhando nas Redes Sociais?
      Abraço!

      1. Felippe Pessoa de Melo disse:

        Seu totorial está ótimo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  21. Vai ser dificil escolher o melhor tutorial. Até agora só coisa de primeira. Parabéns ao José Ricardo pelo excelente Tutorial.

    1. Caro Luiz Amadeu Coutinho,

      Muito Boa Tarde meu amigo.

      Muitíssimo obrigado pelo comentário, se precisares de algum tutorial específico, entra em contato com o Anderson ou comigo mesmo que terei o maior prazer em elaborar.

      Grande Abraço.

      Negrão

      1. Em nome da comunidade de Geotecnologias agradeço pela sua disponibilidade. Seus tutoriais sempre serão bem vindos neste site.
        Abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *