Uso do Spring para Monitoramento de Recursos Hídricos

Spring-WaterDica de artigo sobre uso prático do Spring: O entendimento da dinâmica e monitoramento do uso da terra possibilita uma melhor visualização dos problemas assim como acelera a tomada de decisão. Por esses motivos que atualmente a integração de dados de Sensoriamento Remoto em Sistemas de Informações Geográficas (SIG) está sendo cada vez mais desejável, sendo difícil de visualizá-los isoladamente.

USO DE SIG PARA ÁGUA DE UMA PROPRIEDADE RURAL

Uso do Spring para Monitoramento de Recursos HídricosA dinâmica e o uso das terras mudam constantemente modificando suas características químicas, físicas e biológicas , o que ocasiona uma serie de interações entre os ambientes. Monitorar, planejar e interpretar essas dinâmicas está sendo exigências dos órgãos governamentais e de pesquisa.

A otimização do uso do solo e da água, principalmente pela agricultura, é um fator primordial nos dias de hoje, devido ao crescimento populacional e consequente demanda global por alimentos.

O artigo publicado no XVI Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto por Cassiane Jrayj de Melo, Victoria Bariani, Reimar Carlesso, Paulo Pazdiora e Nelson Mario Victoria Bariani ilustra bem a utilização do Spring para este nicho de aplicação.

Utilização de SIG para avaliação e monitoramento da água em uma propriedade rural

Para a caracterização geomorfométricas foram utilizados dados de radar provenientes da missão SRTM. As imagens podem ser adquiridas gratuitamente pelo site da EMBRAPA. (Veja: Mapa índice TOPODATA)

As informações provenientes de Sensoriamento Remoto e de qualidade da água foram organizadas e analisadas no software Spring. Dentro do ambiente SIG foram inseridas informações de declividade e hipsometria do terreno, além das variáveis de qualidade da água (oxigênio dissolvido, condutividade elétrica) em nove pontos em uma lavoura de arroz irrigado.

Para a elaboração dos mapas foi utilizado o aplicativo Scarta, complemento do Spring. Foram geradas cartas de hipsometria, declividade, dinâmica do oxigênio dissolvido (OD) e da condutividade elétrica (CE).

Os mapas de OD e CE foram elaborados a partir da utilização do interpolador vizinho mais próximo. (Veja: Procedimentos Geoestatísticos com o Spring)

DOWNLOAD DE ARTIGO SOBRE USO DO SPRING

Faça o download da versão completa do artigo a partir do links a seguir:

O SIG criado possibilitou a visualização das características morfométricas de hipsometria e declividade que contribui para o entendimento da dinâmica da condutividade elétrica e do oxigênio dissolvido dentro de uma lavoura de arroz irrigado.

APRENDA MAIS SOBRE APLICAÇÕES DAS GEOTECNOLOGIAS

Foram selecionados alguns links com material instrutivo sobre assuntos relacionados com nosso tema aqui abordado:

Assine nosso FeedAssine nosso Feed e receba nossas atualizações por e-mail. Curta nossa página no Facebook [PortalClickGeo] e siga nosso Twitter [@ClickGeo] para continuar atualizado sobre o Mundo das Geotecnologias.

Sobre Anderson Medeiros 986 Artigos
Em 2017 foi reconhecido como o Profissional do Ano no Brasil no setor de Geotecnologias. Graduado em Geoprocessamento, trabalha com Geotecnologias desde 2005. Já ministrou dezenas de cursos de Geoprocessamento com Softwares Livres em diversas cidades, além de outros treinamentos na modalidade EaD. Desde 2008 publica conteúdo sobre Geoinformação e suas tecnologias como QGIS, PostGIS, gvSIG, i3Geo, entre outras.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*