OpenJUMP: Ferramenta Dissolve

Esta postagem faz parte da série “Quebrando Tabus”: Software Livre também FazAbordaremos aqui o uso da função conhecida como dissolve ou agregação, que no OpenJUMP é conhecida como União por Atributos. Esta funcionalidade, em geral, é utilizada quando desejamos simplificar um dado geográfico ou criar um novo, através de uma junção de feições, com base em alguma informação (coluna) da tabela de atributos. A versão do programa utilizada neste tutorial é a 1.4.2.

Para saber como iniciar um projeto no OpenJUMP, leia o tutorial anterior:

FUNÇÃO DISSOLVE – EXEMPLO PRÁTICO

Neste tutorial vamos aplicar a função dissolve num arquivo shapefile com a divisão municipal do Estado do Pará. A ideia é unir os polígonos (cidades) que pertençam a uma mesma mesorregião.

OpenJUMP
Para informações sobre onde baixar o arquivo vetorial ilustrado na imagem anterior, veja o link específico no final deste tutorial.

Acesse o menu Ferramentas > Análise > Union by Attribute Value…

Ferramenta Dissolve

Na janela aberta a seguir, selecione o layer sobre o qual executaremos a operação, indique qual o atributo que será usado como parâmetro para a dissolução das entidades (neste caso N_MESO) e clique em Ok.

Janela Dissolve

O resultado da aplicação do dissolve deve ser semelhante ao mostrado na figura a seguir, com a divisão do mapa de acordo com mesorregiões geográficas.

Resultado da Operação

Note que o produto da operação é organizado em uma nova categoria de camadas de informação, neste caso, resultado.

Pronto! Aprendemos como utilizar a função dissolve no software livre e gratuito OpenJUMP. Clique no link a seguir para baixar este tutorial no formato PDF:

No site oficial do projeto OJ, você pode obter cópia do programa e acessar gratuitamente a documentação do software:

Caso você deseje fazer o download gratuito do dado geográfico utilizado neste tutorial a fim de fazer o procedimento como exercício, baixe o arquivo em:

Vale destacar que já publiquei um tutorial sobre o mesmo tema, focado no Kosmo GIS:

Siga nosso Twitter [@ClickGeo] e curta nossa página oficial no Facebook [PortalClickGeo] Assim você estará sempre atualizado sobre o universo das Geotecnologias!

3 Comentários


  1. Oi Anderson
    Meus parabens pela dica.

    Mais tambem gostaria que você publique os mesmos procedimentos com outros softwares livres em particular com o SPRING.

    Abraços!

    Responder

    1. Mauro, sua colocação é excelente. Este é o foco da campanha “Software livre também faz”. Em outros blogs já foram publicadas matérias sobre procedimentos como visualizar declividade, gerar pontos aleatórios, entre outras operações usando programas livres como QGIS, SAGA, MapWindow, TerraView e gvSIG. Ninguém ainda adotou o Spring, mas fica aberto o convite a quem tiver interesse e disposição.
      Obrigado por seu comentário!
      Abraço.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *