Como criar seu Mapa com o IssueMap

Uma das Geotecnologias que mais tem recebido destaque e avançado e diversos sentidos é a disponibilização de mapas na internet. Quais ferramentas você utiliza ao desenvolver suas aplicações deste tipo? Algumas das mais robustas são o MapServer e o GeoServer. Fazendo uma pesquisa na internet acabei encontrando uma interessante ferramenta online para geração de mapas simples. Você já conhece o IssueMap?

O QUE É O ISSUEMAP

Aprenda como instalar, configurar e utilizar o Linux

O IssueMap foi criado através de uma parceria entre a empresa FortiusOne e a Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC, em inglês) e trata-se de um site que tem por objetivo a geração de mapas a partir de dados pré-existentes.Crie seu Mapa com o IssueMap

COMO CONSTRUIR UM MAPA

O procedimento para construção dos mapas com o IssueMap é o seguinte:

  • Organize em uma tabela as informações a serem representadas;
  • Em seguida, importe a tabela para o site;
  • Adeque os parâmetros de acordo com a área de abrangência de seus dados.

Através do vídeo abaixo, apesar de ser em inglês, é possível ter uma idéia de como este procedimento funciona. Como diz o título do vídeo, a idéia é copiar, colar e já ter seu mapa pronto!

Conforme explicado nesta matéria sobre o IssueMap publicada no site Página 22, o mapa criado pode ser usado como imagem em documentos digitais.

Além disso, pode ser visualizado em aplicativos como o Google Earth ou mesmo transformado novamente em uma tabela (planilha). Há ainda a possibilidade de divulgá-lo nas redes sociais como Orkut, Facebook e Twitter.

O que acharam dessa ferramenta? Já conheciam o IssueMap? Conhece outros sites semelhantes que poderiam ser mais divulgados?

Deixem seus comentários e leiam também:

Assine nosso FeedAssine nosso Feed e receba nossas atualizações por e-mail. Curta nossa página no Facebook [PortalClickGeo] e siga nosso Twitter [@ClickGeo] para continuar atualizado sobre o Mundo das Geotecnologias.

10 Comentários


  1. Muito interessante pra quem tá começando e divertido pra quem já tem uma certa bagagem.

    Responder

  2. Muito interessante.
    Facilita muito pra quem não domina as geotecnologias…

    Responder

  3. Bom saber que cada vez mais estão aparecendo alternativas simples para a confecção de mapas. Creio que isso destaca ainda mais a importância dos mapas no dia-a-dia de todos, e valoriza o geoprocessamento!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *