gvSIG: Combinação de Feições com o Módulo Sextante

Uma das características marcantes dos softwares de qualidade é a possibilidade de executar determinadas tarefas por diferentes caminhos. Isso também vale para os programas computacionais da área de de Geoprocessamento e Sistemas de Informação Geográfica (SIG).

Neste tutorial iremos aprender como mesclar ou combinar feições usando o gvSIG 1.11 com o módulo Sextante. Este processo é conhecido por Merge.

COMBINAR FEIÇÕES USANDO O GEOPROCESSING TOOLS

Mencionei acima a questão de poder realizar a mesma tarefa usando meios distintos pois já existe na rede um excelente tutorial, produzido pelo Jorge Santos, sobre como mesclar feições selecionadas através do Geoprocessing Tools (Gestor de Operações de Geoprocessamento):

MESCLAR FEIÇÕES USANDO A EXTENSÃO SEXTANTE

Agora, vamos ampliar esse tema ensinando como fazer isso usando a extensão Sextante, que já é nativa nas novas versões do gvSIG e Kosmo. Usaremos como exemplo a mesclagem de dois shapefiles com os contornos dos Estados brasileiros da Bahia e de Sergipe (imagem abaixo). Para fazer o download dos dados, clique aqui.

gvSIG: Combinação de Feições

Clique no ícone SEXTANTE ToolBox. Na janela aberta na sequência use a ferramenta de busca para localizar a opção Merge (clique duas vezes sobre ela).

Merge - Sextante

Na próxima janela, clique no ícone com a indicação de reticências, destacado na figura abaixo. É nesta interface que definimos se o plano de informação será gerado apenas em memória ou diretamente em um novo arquivo.

Merge

Marque as camadas que deseja combinar e clique em Ok.

Selecionar Feições para Combinar

O resultado da operação é ilustrado na imagem abaixo onde os dois planos foram integrados em uma única camada.

Resultado Final

Repito que este procedimento é o mesmo para qualquer software que possua a extensão Sextante. Alguma dúvida?

Cursos Online na Área de Informática

Pessoal, deixem seus comentários.

Gostaria de entender melhor os conceitos relacionados com a operação espacial Merge e sua aplicabilidade? Leia então o tutorial que preparei sobre este procedimento no Kosmo GIS, onde antes de explicar a parte prática fiz uma revisão dos fundamentos técnicos básicos:

Siga nosso perfil no Twitter (@ClickGeo) e receba diariamente notícias sobre Geotecnologias e suas aplicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *