Google Earth, SIG e Servidor de Mapas para Monitoramento Ambiental

A Integração Google Earth - SIG - Servidor de Mapas e o Monitoramento Ambiental

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) sempre tem feito uso dos modernos recursos das Geotecnologias e também publicado excelente material sobre seus resultados obtidos. Desta vez, destacamos aqui uma circular técnica publicada recentemente sobre a integração de Sistemas de Informações Geográficas (SIG), Google Earth e aplicação web.

Antecipadamente peço que leia as seguintes matérias relacionadas com nosso tema:

INTEGRAÇÃO DO GOOGLE EARTH COM SIG E WEBGIS

A disponibilização das informações espaciais passou por expressivas alterações com o desenvolvimento dos sistemas de inteligência geográfica para internet, apoiada na tecnologia oferecida pelos servidores de mapas em que as bases de dados passaram de um público restrito e especializado em técnicas de Geoprocessamento para todos aqueles que possuem acesso à internet.

Google Earth, SIG e Servidor de Mapas para Monitoramento AmbientalNa circular técnica com o título: A Integração Google Earth – SIG – Servidor de Mapas e o Monitoramento Ambiental, são demonstradas formas simples e eficientes de integrar as tecnologias Google Earth, programas de SIG e servidores de mapas para a internet.

DOWNLOAD DO MATERIAL SOBRE GEOTECNOLOGIAS

Faça agora mesmo o download deste material que deve estar armazenado em sua biblioteca virtual sobre Geotecnologias:

 Entre os programa para SIG e Webmapping mencionados no trabalho, podemos destacar o QGIS, MapWindow, gvSIG, GRASS GIS, e MapServer.

Google Earth, SIG e Servidor de Mapas para Monitoramento Ambiental

Já conhecia este material? Recomendo que leia também os seguintes tópicos:

Assine nosso FeedAssine nosso Feed e receba nossas atualizações por e-mail. Curta nossa página no Facebook [PortalClickGeo] e siga nosso Twitter [@ClickGeo] para continuar atualizado sobre o Mundo das Geotecnologias.

Sobre Anderson Medeiros 985 Artigos
Em 2017 foi reconhecido como o Profissional do Ano no Brasil no setor de Geotecnologias. Graduado em Geoprocessamento, trabalha com Geotecnologias desde 2005. Já ministrou dezenas de cursos de Geoprocessamento com Softwares Livres em diversas cidades, além de outros treinamentos na modalidade EaD. Desde 2008 publica conteúdo sobre Geoinformação e suas tecnologias como QGIS, PostGIS, gvSIG, i3Geo, entre outras.

2 Comentário

  1. Peguei um wms da emplasa, uma carta topográfica. Tava tudo bonitinho, porém quando vou imprimi-lo, aparece o seguinte erro:

    ” Alguns servidores WMS (e. g. UMN Mapserver) tem um limite para os parâmetros LARGURA e ALTURA. Ao imprimir camadas destes servidores, o limite pode ser excedido. Se não for o caso, a camada WMS não será impressa.”

    Já havia aparecido isso anteriormente com uma ortofoto, mas mudando o formato da imagem resolveu. Agora com esse aquivo não resolveu.

    O que faço?

  2. Renan Rocha Ribeiro disse:

    Boa tarde!
    Estou fazendo um trabalho onde transformo um arquivo em shape para o formato KML, onde ao clicar sobre as linhas do Shape no GoogleEarth, aparecem as informações em forma de tabela, porem existe uma formatação padrão e algo um tanto quanto bagunçado, gostaria de saber se existe uma forma de formatar essa tabela com comandos HTML, uma vez que, quando se abre a descrição do objeto no Google, as informações contidas estão ocultas e não aparecem no campo de propriedades

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*