Geração de Centróides no Kosmo SIG

Centroides Kosmo SIGTutorial de Sistemas de Informações Geográficas com Kosmo SIG: Este material é sobre uma operação bastante simples, a obtenção de centróides de polígonos. Uma definição simples para centróide explica-o como sendo o ponto no interior duma forma geométrica (feição geográfica) que define o seu centro geométrico. Para este passo a passo vamos usar um shapefile com a divisão municipal do estado de Santa Catarina.

Caso seu interesse seja aprender como criar centróides no Quantum GIS (QGIS), leia o tutorial abaixo:

COMO CRIAR CENTRÓIDES DE POLÍGONOS NO KOSMO SIG

É importante entender que os centróides herdam os mesmos atributos dos polígonos sobre os quais estes estão localizados. Assim, uma praticidade inicial pode ser sua utilização para mapeamento temático de variáveis que sejam melhor representadas por entidades pontuais.

Curso Online de AutoCAD 2D e 3D

Caso queira fazer o download deste arquivo vetorial que iremos utilizar no tutorial, clique aqui (1,7 MB).

Mapa Shapefile Santa Catarina

Após visualizar a camada no Kosmo SIG, acesse o menu Ferramentas > Cálculo > Obter Centróides…. Veja imagem abaixo ilustrativa abaixo.

Geração de Centróides no Kosmo GIS

Na nova janela que será aberta indique se a nova camada pontual será salva apenas de forma temporária na memória ou se será gravada como arquivo no disco rígido. Depois clique em “Aceitar“.

Gerar Centróides

Assim, de forma bem simples, geramos os centróides de nossa camada, como exemplificado na figura a seguir.

Geração de Centróides no Kosmo SIG

Na tabela abaixo vemos que a camada que geramos possui exatamente os mesmos atributos da “camada mãe”.

Centróides herdam os mesmos atributos dos polígonos sobre os quais estes estão localizados

O que acharam desta dica? Gostariam de ler outros tutoriais sobre o Kosmo SIG? Temos alguns exemplos de matérias já publicadas sobre o tema:

Assine nosso FeedAssine nosso Feed e receba nossas atualizações por e-mail. Curta nossa página no Facebook [PortalClickGeo] e siga nosso Twitter [@ClickGeo] para continuar atualizado sobre o Mundo das Geotecnologias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *