Conheça Melhor a FUNCATE

Hoje começo uma nova série de postagens que visa apresentar para os leitores as principais instituições públicas brasileiras que trabalham com Geotecnologias. Algumas são bem conhecidas por nós, outras apesar de seu importante trabalho em nossa área, não tem ainda o destaque que merecem.

Vamos começar pela Fundação de Ciência, Aplicações e Tecnologias Espaciais – FUNCATE.

Conforme explicado no próprio site oficial da instituição, a FUNCATE foi instituída em 1982 como uma entidade de direito privado sem fins lucrativos e que hoje é credenciada pelo MEC e MCT como uma Fundação de Apoio às organizações governamentais de pesquisa e desenvolvimento. Entre suas atividades podemos destacar:

  • Interpretação de imagens de satélites e de aerolevantamento;
  • Mapeamento e monitoramento ambiental;
  • Implantação de Bancos de Dados Geográficos ambientais, urbanos e rurais;
  • Integração de Geoprocessamento a sistemas de informação administrativos existentes;
  • Difusão de dados cartográficos, geográficos e imagens através da Internet (WebGIS) e
  • Desenvolvimento e implantação de Sistemas de Informações Geográficas (SIG) corporativos  utilizando tecnologias  livres.

Estou postando abaixo o vídeo institucional da FUNCATE. Creio que ele detalha bem qual é o foco da instituição.

Desde seus primórdios a FUNCATE tem como prioridade a dedicação às atividades relacionadas com a área de Aplicações Espaciais , que engloba o Sensoriamento Remoto e o Geoprocessamento e com a área de Engenharia e Tecnologia Espacial.

Trabalhando em estreito relacionamento com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), a FUNCATE tem executado diversos projetos visando compartilhar com outras instituições as tecnologias desenvolvidas em suas áreas de competência.

Mais informações sobre a FUNCATE podem ser encontradas na página oficial.

Então pessoal, o que vocês acharam dessa primeira parte da série? Já conheciam a FUNCATE? Deixem seus comentários, sugestões e demais observações.

Curta nossa página no Facebook [PortalClickGeo] e siga nosso Twitter [@ClickGeo] para continuar atualizado sobre o Mundo das Geotecnologias.

8 Comentários


  1. é preciso analisar bem o local que escolhe para trabalhar em geotecnologias…alguns dos locais estão na senilidade e cheio de vícios, panelas e etc.

    Responder

  2. Trabalho na Funcate, prefeitura de Caraguatatuba. Não era pra eu estar lá, mas como jogam estagiários pra tido quanto é canto, cai lá. Não to aguentando mais, é muito cansativo, a gente ter que ser ninja pra trabalhar com as imagens, que por sinal, são de péssima qualidade. Enfim, tem que gostar mesmo e ser forte, porque o barato é tenso. Nem sei como to lá à 4 meses já.

    Responder

  3. Uma sugestão para série: Não deixe de mencionar os cursos de Engenharia Cartográfica como os da UNESP e UFPE.
    Vlw!

    Responder

  4. Muito boa a apresentação, parabéns por divulgar isso para nós. Você pretende incluir quais outras instituições na sequência da série?
    Bjo

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *