Entenda isso antes de Precificar seus Serviços em Geotecnologias

Entenda isso antes de Precificar seus Serviços em Geotecnologias

Você como profissional da área de Geotecnologias, sente dificuldade na hora de precificar seus serviços? Nesse material eu vou explicar alguns conceitos simples mas que talvez estejam no seu “ponto cego”. Se este assunto te interessa, não deixe de conferir tudo, até o final!

A DIFERENÇA ENTRE PREÇO E VALOR DE UM SERVIÇO

Eu não sei se você sabe, mas eu estudo e trabalho com Geotecnologias desde o início de 2005 e desde então tenho percebido que quando o assunto é prestação de serviços nessa área, muitos profissionais travam na hora de definir a precificação de seu trabalho.

Adquira agora Todas as Gravações do GISday 2018 da ClickGeo

Aqui nós não vamos falar quanto você deve cobrar pelo seu serviço ou consultoria, nem vamos dar uma tabela ou planilha de preços já definida. Isso seria um erro.

Leia também: 3 Erros Comuns na Hora de Precificar Serviços de Geotecnologias

Você precisa entender bem o que nós explicamos no vídeo abaixo. Não deixe de inscrever-se em nosso Canal no Youtube.

Você sabe a diferença entre preço e valor? Em geral as pessoas usam essas duas palavras como sinônimos. Perguntam algo como: “Qual é o preço disso?” ou “Qual é o valor disso?”

Uma frase que resume bem essa diferença é atribuída ao investido norte americano Warren Buffet. Ele disse que do ponto de vista do contratante: “Preço é que você paga, valor é que você leva”.

Warren Buffet: "Preço é que você paga, valor é que você leva"
Warren Buffet: “Preço é que você paga, valor é que você leva”

Ou seja, do ponto de vista de quem está prestando uma consultoria ou outro serviço: “Preço é o que você cobra, valor é o que você entrega para o seu cliente”.

DIFERENÇA ENTRE ORÇAMENTO E PROPOSTA TÉCNICA

Explicando melhor: Quando alguém me pede um “orçamento” eu procuro preparar para ele uma outra coisa chamada “Proposta Técnica”.

Orçamento é algo que só apresenta custo e preço. Já a proposta técnica apresenta o valor agregado daquele serviço que você vai prestar. Como assim?

Talvez até o seu cliente não saiba ainda, mas o que ele quer não é simplesmente um produto que você está entregando pra ele (um mapa, por exemplo). Mas sim a tranquilidade de que você vai resolver o problema dele.

Então, ao fazer sua proposta técnica, não foque no uso de ferramentas (fazer mapas), nem venda horas. O que você vai vender é valor agregado…. ou seja, uma solução. Não tem como você agregar valor numa planilha de preços, já numa proposta técnica sim.

Se você como profissional entende realmente qual é o problema do seu cliente e qual é o perfil dele, você sabe até quanto ele está disposto a pagar pela solução que você realmente pode oferecer a ele (e ele precisa).

Imagine a seguinte situação hipotética: Com R$ 100 você já consegue fazer um certo serviço com lucro. Pare e pense: Pelo valor agregado você tem condições de cobrar R$ 250? Isso não é explorar o cliente, mas valorizar a qualidade do seu serviço prestado, o valor que você agregou ao seu cliente!

Por exemplo, vamos comparar seu serviço com uma Ferrari. Você acha que o lucro que o fabricante tem ao vender uma Ferrari é mínimo quando comparado com o custo em produzir? Com certeza não.

Mas o valor agregado ao que eles vendem, a qualidade do que produzem, a satisfação do consumidor, faz com que possam pedir muito mais do que um preço que daria o menor lucro viável para eles.

Quando você agrega valor ao serviço que você está prestando o seu cliente vai investir em você com confiança e com gosto de pagar aquele preço que você estabeleceu.

E ai? O seu serviço pode ser comparado com uma Ferrari? Está agregando valor a ele?

Entendeu a ideia? Já tinha percebido essa diferença entre preço e valor?

Deixa seus comentários dizendo o que achou desse vídeo e se quer que publiquemos mais conteúdos como este.

Veja também:

Cadastre-se Gratuitamente em nossa Lista VIP e receba nossas novidades por e-mail. Curta nossa página no Facebook [PortalClickGeo] e siga nosso Canal no Youtube para continuar atualizado sobre o Mundo das Geotecnologias

Sobre Anderson Medeiros 991 Artigos
Em 2017 foi reconhecido como o Profissional do Ano no Brasil no setor de Geotecnologias. Graduado em Geoprocessamento, trabalha com Geotecnologias desde 2005. Já ministrou dezenas de cursos de Geoprocessamento com Softwares Livres em diversas cidades, além de outros treinamentos na modalidade EaD. Desde 2008 publica conteúdo sobre Geoinformação e suas tecnologias como QGIS, PostGIS, gvSIG, i3Geo, entre outras.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*