ColorBrewer: Cores para Cartografia Temática

ColorBrewer2

Em torno da confecção de mapas temáticos um tema de grande importância cartográfica é a escolha das cores adequada para representar cada classe na espacialização do fenômeno, pois se esta não for feita de forma adequada, pode prejudicar a qualidade do produto final. Para ajudar-nos neste sentido foi criada a ferramenta ColorBrewer.

O QUE É O COLORBREWER

Colorbrewer 2.0 é a segunda versão de uma interessante ferramenta online, desenvolvida por Cynthia Brewer e Mark Harrower da The Pennsylvania State University, para auxiliar as pessoas a selecionar bons esquemas de cores para mapas temáticos ou outras representações de dados alfanuméricos (gráficos, por exemplo).

ColorBrewer

Com o Colorbrewer o usuário tem à sua disposição uma série de palhetas de cores, que poderão ajudá-los na simbolização de sua superífice estatística. Você pode acessar o site da aplicação clicando no link abaixo.

A página é desenvolvida em flash e tem seu uso bastante intuitivo, mas deixo para vocês um tutorial que ilustra o uso do Colorbrewer na definição das cores utilizadas para diferentes tipos de mapas.

COMO USAR O COLORBREWER

O sistema do ColorBrewer possui três esquemas básicos: sequencial, qualitativo e divergente. Veja a diferença entre cada um deles:

  • Sequencial (Sequential): Especializado para simbolização para dados que possuem algum tipo de ordenamento numérico e é ideal para dados quantitativos sequenciais, como é o caso do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB);
  • Qualitativo (Qualitative): Este é destinado à representação de dados nominais. Um exemplo de seu uso seria a simbologia para representar a divisão regional do Brasil;
  • Divergente (Diverging): Este esquema simboliza com a mesma ênfase os valores críticos situados na média e os situados nos extremos do intervalo de dados. Utilize esse recurso para caso de dados numéricos não sequenciais.

Imagine que você deseja escolher as cores que representarão em um software de SIG, um mapa de distribuição espacial do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de algum estado brasileiro. Como esta é uma variável numérica é aconselhável que se use uma rampa de cores.

Conforme ilustrado abaixo, selecione o número de classes que serão usadas em seu mapa. Selecione o tipo de esquema (neste caso Sequencial). Note que logo abaixo aparecerão variadas opções de conjuntos de cores com sequências de tons. Clique em uma delas.

ColorBrew - Etapa 1

Neste tutorial estamos mostrando a seleção através do código RGB. Mas como se pode ver na imagem a seguir, podemos escolher outros tipos de codificação. As sequências (255, 237, 16; 254, 178, 76 e 240, 59, 32) pode ser usada para compor as cores em ambiente SIG, alterando as propriedades da camada de informação.

ColorBrew - Etapa 2

Ainda na imagem acima, note que o programa também possibilita avaliar o efeito da sobreposição de outras informações (nomes de cidades, rodovias, etc) no esquema de cores e assim decidir se este esquema irá funcionar de forma adequada em uma série de situações.

Teste essas alternativas disponíveis para avaliar qual delas melhor atende sua demanda. Veja o contraste entre as cores escolhidas:

COMO USAR O COLORBREWER

ESCOLHER CORES PARA MAPAS

O ColorBrew não é uma novidade. Esta ferramenta já está online há vários anos, mas continua sendo útil e prática para todos os que precisam definir uma boa paleta de cores para seus mapas.

É interessante que o ColorBrewer 2.0 teve destaque na coluna Por Dentro do GEO, no segundo número da Revista FOSSGIS Brasil. Baixe a publicação e leia o artigo nas páginas 44-47:

Um aplicativo gratuito e portátil que pode lhe ajudar no processo de escolha de cores para seus mapas é o Just Color Picker (JCPicker). Já publiquei uma dica sobre ele, inclusive com um tutorial completo sobre seu uso. Veja e comente:

O que acharam da postagem de hoje? Ela é fruto de uma sugestão enviada por e-mail pelo leitor Josemberg Borges, ao qual agradecemos pela participação. Você pode fazer o mesmo que ele, contribuindo para enriquecermos este espaço cada vez mais.

 Assine nosso FeedAssine nosso Feed e receba nossas atualizações por e-mail. Curta nossa página no Facebook [PortalClickGeo] e siga nosso Twitter [@ClickGeo] para continuar atualizado sobre o Mundo das Geotecnologias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *